junho 03, 2016

Casa Dos Pioneiros Em Holambra!


Bom dia pessoas queridas!
Tudo bem com vocês?
Todo turista que vem para a cidade de Holambra fica encantado!
A vida por aqui ainda é muito tranquila e sossegada. Um pedacinho da Holanda no Brasil, com muitas flores, gardens, e estufas com crisântemos, rosas, violetas, compondo um cenário de muita beleza e cor, que enche os olhos de todos que aqui chegam.


Os primeiros imigrantes vieram para o Brasil após a 2ª Guerra Mundial, quando a Europa ficou toda devastada pela guerra. 


O governo holandês incentivou então a imigração e o Brasil foi o único País a aceitar imigração de grandes grupos, sendo estes católicos. A Associação dos Lavradores e Horticultores Católicos da Holanda (Katholieke Nederlandse Boer en Tuinders Bonde – KNBTB) enviou para o Brasil uma comissão para viabilizar o projeto de imigração e firmar um acordo junto ao governo brasileiro. 






Em 15 de junho de 1948 o ministro para assuntos de colonização, senhor Jorge Latour, fechou acordo com o diretor do frigorífico Armour em Chigago, acertando a compra de 5000 hectares, na fazenda Ribeirão, para assentamento de camponeses holandeses.










Em 14 de julho de 1948, o líder e idealizador do projeto de imigração, o Senhor J. Geert Heijmeijer, oficializou as atividades de exploração e colonização fincando uma pá simbólica no chão, dizendo a seguinte oração; "Deus, abençoe o nosso trabalho". Formou-se a Cooperativa Agro Pecuária Holambra, cujo nome originou das iniciais HOLanda, AMérica, BRAsil. 



Nos primeiros meses de colonização foi enviado para o Brasil primeiramente um grupo de solteiros, para a preparação de chegada das famílias. Era necessário o melhoramento das casas que já haviam, casas estas de pau a pique onde o piso de chão batido foi substituído por cimento e as paredes pintadas com cal.
A construção de casas de alvenaria em série não demorou, formando assim as primeiras vielas. 



Para os que persistiram na colonização de Holambra, o trabalho conjunto com colonos brasileiros, foi fundamental. Mesmo com a dificuldade da língua, usando a comunicação de sinais, a troca de experiências ajudou no plantio de culturas que acabaram dando certo. 


A vida comunitária teve seus improvisos. Um barracão onde funcionava a marcenaria cedia espaço para noites dançantes, ao som de discos trazidos da Holanda ou ao vivo por harmônicas e gaitas tocados por imigrantes. Nestes bailes, nos sábados a noite, holandeses e brasileiros dançavam juntos mesmo com dificuldades de idioma. 


As atividades esportivas também eram valorizadas como forma de entrosamento. Aos domingos todos se encontravam ao pé da cachoeira, para se refrescar. Depois, por motivo de perigo de acidentes na cachoeira, foi construído um grande lago artificial, transformando-o em ‘Mini Praia’, local para esporte aquático, aulas de natação, lazer e confraternização. A prática de futebol iniciou se em campos de chão batido, passando também a jogos de vôlei. Em 1960, na comemoração dos doze anos e meio de Holambra, fundou se um clube, com campos gramados e quadras.



Para jovens e crianças foram formados vários grupos de escotismo, seus líderes todos voluntários. Uma escola de economia doméstica ensinava a arte de costurar, bordar, cozinhar, pintar entre outras.


Em abril de 1998, Holambra recebe o título de Estância Turística. e hoje se firma no cenário nacional e internacional como Cidade das Flores.


O Museu Histórico e Cultural de Holambra" , localizado na av. Maurício de Nassau s/n, no centro de Holambra, expõe esta história de imigração e colonização holandesa, através de um acervo de duas mil fotos, réplicas de casas de pau-a-pique e alvenaria devidamente mobiliadas da época, como também, objetos, maquinarias e tratores utilizados pelos imigrantes.

Bem, queridos amigos, isso é só uma pequena mostra do início de toda beleza que constantemente é construída aqui na cidade, através da arquitetura holandesa, das plantas e flores, das estufas, e de tudo que pode tornar a vida das pessoas ainda mais bela e feliz.

Desejo um ótimo final de semana pra todos vocês, com muitas flores da bela cidade de Holambra.
E as imagens abaixo mostram a Casa dos Pioneiros, na época bem simples e humilde, mas hoje com perseverança, amor, dedicação, e principalmente muito trabalho, a cidade é bela, com muitas casas lindas.
Qualquer dia eu mostro aqui pra vocês um pouco mais da cidade hoje, e da maior festa das flores na América Latina, a Expoflora, que acontece todo mês de Setembro.

Beijos,

Beatriz Oberg.



















































































http://www.portaldeholambra.com.br/; arquivo pessoal



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoas queridas do blog!
É muito gostoso ver o comentário de vocês, fico feliz com todas as ideias, opiniões e sugestões.
Muito obrigada, todos são muito bem vindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...