março 31, 2017

Jardins Que Agradam!

Bom dia queridos leitores e amigos do blog.
Para um jardim ser agradável, em muitas coisas devemos pensar, não podemos ir plantando as plantas de qualquer jeito, em qualquer lugar, pois uma série de fatores temos que levar em consideração.

Fazer um jardim do zero nem sempre é fácil, precisamos formar primeiramente nas nossas ideias uma visão do jardim pronto, das plantas adultas, para não ficarem posteriormente tudo amontoadas, invadindo umas os espaços das outras, e também não termos que arrancar as plantas do lugar.

Tudo tem que ser pensado, observar o comportamento das espécies, se ficam bem em pleno sol, sombra, se o sol bate de manhã, se pega sol de tarde, para formarmos um jardim que se integra à casa, de forma harmoniosa e agradável, inclusive, quando a gente leva em consideração a luz solar para as espécies, não podemos esquecer de jeito nenhum a luz solar dentro das nossas casas. 

Existem jardins maravilhosos, mas que impedem a luz solar de entrar na casa, pois ficam muito sombreados, e isso também não é bom.
Enquanto as plantas são pequenas fica tudo bem, mas elas vão se transformando, e depois de adultas tudo é mais difícil.

Mas, como é delicioso ter um jardim agradável para contemplarmos a natureza, descansar, ler um livro, ouvir uma boa música, ouvir o som dos passarinhos, mas principalmente ouvir os nossos próprios sons, através de silenciar a mente apaziguando o coração...Tudo isso é uma terapia, e pra gente ficar bem, muitas vezes é só isso que falta, um contato maior com tudo isso.

Desejo a vocês um excelente final de semana, com muita paz e tranquilidade.

Beijos,

Beatriz Oberg.






imagens: pinterest


março 30, 2017

Pomerode, A Cidade Mais Alemã Do Brasil!

Bom dia queridas pessoas.
Está chegando a Páscoa, e um lugar maravilhoso pra gente visitar aqui no Brasil é a cidade de Pomerode, no estado de Santa Catarina.
Viajar pelas estradas dessa região é um dos passeios mais belos. No frio parece que estamos na Europa, porque as casas típicas, em estilo enxaimel já é uma característica super fofa da colonização alemã. 
E os jardins então, enfeitam as casas com o máximo de capricho, e a vida de quem vive nessa cidade encantadora.
Há mais de um século, todas as tradições são mantidas pelos moradores, tradições estas que se mantêm viva pelos colonizadores, vindos na maior parte da região norte da Alemanha, a Pomerânia.
Uma cidade super tranquila e calma.
Nessa época de Páscoa podemos ver a maior árvore da América, a Osterbaum, cheias casquinhas de ovos pintados, e a Ostermarkt, a feira de Páscoa que vende artesanato e artigos de decoração. 
Sem falar da culinária típica alemã, como as cucas feitas por aquelas mãos de fada das senhorinhas simpáticas que por lá vivem. os cafés coloniais, chocolates e os amendoins de Páscoa.
E uma atração especial é o Museu do Imigrante, instalado numa casa linda, formosa e aconchegante.

O que eu mais amo nessa região do sul do Brasil, além de todas as belezas da arquitetura, da vegetação é o aroma que exala das chaminés das casas, com seus típicos fogões à lenha e lareiras queimando um nó de pinho.
Ah isso é uma delícia, um cheiro maravilhoso, que fica eternamente nas nossas memórias olfativas.

Acredito que vão amar ver um pouco dessa cidade encantadora.
Beijos pra vocês.

Beatriz Oberg.















imagens: pinterest, google


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover